Prédio da antiga Estação Leopoldina vai ser reformado

O edifício abrigará parte do setor administrativo do judiciário. Convênio foi assinado na quinta-feira (27) pelo governador em exercício Francisco Dornelles e o presidente do TJRJ.

 

O edifício Barão de Mauá, que abrigava a antiga estação de trem Leopoldina, na Região Central do Rio, vai ser revitalizado para abrigar parte do setor administrativo do Tribunal Judiciário do Rio de Janeiro (TJRJ).

Segundo o tribunal, o convênio para cessão da área foi assinado na tarde da última quinta-feira (27), no Palácio da Guanabara, em Botafogo, Zona Sul do Rio. A cerimônia contou com a presença do governador em exercício Francisco Dornelles e o presidente do TJRJ, desembargador Milton Fernandes de Souza.

A reforma e a manutenção do prédio onde funciona uma das estações ferroviárias mais antigas do país serão feitas pelo tribunal. Ainda não há informações sobre os detalhes do convênio, nem dos valores que serão investidos na obra.

G1, 28/12/2018