Abastecida por trem, Bauru não fica sem gasolina e diesel

Ao contrário do que acontece na maioria das cidades do interior de São Paulo, em Bauru não há corrida para abastecimento nos postos de combustível. Há muitos anos a cidade é abastecida por trens que saem diretamente dos terminais da Refinaria de Paulínia (Replan), na região de Campinas.

De acordo com a empresa Rumo, responsável pela estrada de ferro, não houve interferência da greve dos caminhoneiros no transporte pelos trilhos, já que os vagões-tanques são carregados no interior da refinaria e seguem por linha férrea.

Conforme a concessionária da ferrovia, a cidade é a única do interior abastecida por seus trens.

Gasolina e diesel são entregues a três unidades de recebimento na cidade do interior, de onde o combustível é distribuído para os postos. Apesar de a população – 372 mil habitantes, segundo o IBGE – não estar sentindo a falta de gasolina e diesel, esses combustíveis não estão chegando às cidades da região, por conta dos bloqueios em rodovias.

O abastecimento de etanol em Bauru, no entanto, está comprometido, pois esse combustível não chega de Paulínia, sendo enviado por distribuidores de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto. Por conta do desabastecimento parcial e dos bloqueios em rodovias, a prefeitura decretou situação de emergência na última sexta-feira.

Fonte: Estadão, 28/05/2018 

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558