Atlântico e Pacífico

Análise das Alternativas da Ligação Ferroviária entre o Atlântico e o Pacífico. Há muito tempo é desejo dos governos na América do Sul estabelecer uma ligação ferroviária entre os Oceanos Atlântico e Pacífico.

Essa ligação estratégica faz todo sentido em promover a integração deste vasto continente e também, em termos econômicos, para beneficiar as importações e exportações, notadamente as do agronegócio e minerais, dinamizando as transações comerciais com países asiáticos, principalmente a China. Do ponto de vista brasileiro, a ligação com o Pacífico vai reduzir as distâncias e, consequentemente o custo do frete e o tempo de percurso dos navios, que não mais teriam de pagar o elevado “pedágio” para cruzar o Canal do Panamá (US$ 250 a 400 mil por tipo de embarcação) para chegar ao Pacífico.

08_06_2015_ferrovia_transoceanica

Para que se tenha uma idéia do encurtamento das distâncias, a soja produzida no Centro Oeste se embarcada em Porto de Itaqui/MA, teria de percorrer 23.000 km até Xangai, se embarcasse em Arica, no Chile, percorreria 18.000 km, ou seja, uma economia de 5.000 km e a redução do tempo de viagem em alguns preciosos dias de navegação. Abra o Relatório Técnico completo, feito pelo diretor Cultural e de Preservação da Memória Ferroviária da Aenfer Helio Suêvo e saiba mais: Relatório Técnico

0Atlanticoepacifico

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558