Casos de vandalismo em trens e metrô

A Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) realizou um levantamento sobre os gastos e ocorrências com vandalismo nos sistemas de transporte sobre trilhos e os dados foram tema de reportagem da GloboNews.

Os passageiros são os maiores prejudicados com os atos de vandalismo, pois afeta a prestação do serviço de transporte com as paralisações da circulação de trens, redução de velocidade operacional e interrupção do serviço para a restauração do material deteriorado.

“A implicação disso é que você tem que retirar o trem, às vezes dois dias, para fazer o reparo e a consequência é que você tem uma oferta menor”, explicou Joubert Flores, Presidente da ANPTrilhos.

A reportagem foi exibida no Jornal das Dez, da GloboNews Em Ponto, (07/02).

Clique e assista a matéria

 

 

 

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558