Como está a limpeza de ônibus, metrô, carros e aviões

Nos últimos três dias, o número de pessoas infectadas pelo coronavírus no Brasil mais que duplicou, saltando de 98, na sexta-feira 13, para 234, nesta segunda-feira, 16. Se não houver um plano eficiente de contingência no país, a tendência é que a velocidade de contágio aumente ainda mais nas próximas semanas.

De ordem prática, há uma série de medidas que o Ministério da Saúde tem recomendado aos estados, como evitar aglomerações e suspender gradualmente aulas em estados com maior número de infectados. Mas uma situação é certa: as cidades brasileiras ainda não pararam e os meios de transporte seguem funcionando.

Apesar de São Paulo e Rio de Janeiro serem os únicos com transmissão sustentada do vírus, ou seja, quando não se sabe mais a origem da infecção, por todo o país empresas de transportes públicos, carros de aplicativo, operadoras de ônibus intermunicipais e companhias aéreas têm reforçado a limpeza dos veículos para garantir a segurança dos usuários e dos funcionários.

Um estudo do Instituto Nacional de Saúde, agência do governo dos Estados Unidos, revelou que o Covid-19 pode sobreviver fora do organismo humano por várias horas ou até três dias em determinadas superfícies. Daí a importância de manter sempre limpos os espaços com intenso trânsito de pessoas.

Transporte público em SP e no RJ

Na capital paulista, a prefeitura determinou que os terminais de ônibus disponibilizem álcool em gel nos espaços públicos e administrativos.

O MetrôRio diz que “vem monitorando a situação e está veiculando campanhas educativas a fim de orientar os passageiros e colaboradores”, além de reforçar a limpeza nos trens e estações.

O VLT Carioca informa que vai liberar automaticamente a abertura das portas para os usuários não precisarem tocar no botão, como ocorre normalmente. A concessionária também intensificou as ações diárias de limpeza das composições, incluindo a desinfecção dos balaústres, fará a limpeza dos aparelhos de ar condicionado com mais frequência e a distribuição de frascos de álcool gel para os fiscais.

A SuperVia, que opera o sistema metropolitano de trens, instaurou um comitê interno para planejar e implementar as ações para mitigar os riscos de contaminação. A concessionária está elaborando material informativo e terá equipes especiais para fazer a desinfecção interna dos trens.

Carros de aplicativo

Em nota, a Uber informou que está “disponibilizando desinfetantes para ajudar os motoristas parceiros a manter o carro limpo”, além de garantir assistência financeira durante até 14 dias para os que apresentarem sintomas do coronavírus.

O aplicativo de transporte também está suspendendo temporariamente contas de usuários ou motoristas parceiros que confirmarem exposição ao Covid-19.

A 99 está orientando os motoristas a lavar as mãos com frequência, com água e sabão, e a usar álcool em gel. Também é recomendado não ter contato entre motorista e passageiro, como aperto de mãos, e manter sempre os vidros abertos para arejar o veículo.

Fonte: exame.abril.com.br, 17/04/2020

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558