EVENTOS

Uma ideia sobre “EVENTOS

  1. Duas excelentes palestras puderam ser assistidas
    neste mês de outubro.
    Uma, realizada na SEARJ (09) pela Presidente Isabel abordando
    as Concessões Ferroviárias. Didaticamente e de maneira consistente
    mostrou a total inadequação do modelo atual, que vem privilegiando
    os próprios usuários das cargas em detrimento dos interesses
    do país, ou seja, no sentido de buscar dar um equilíbrio entre os
    diferentes modais. Outro problema resulta da completa ausência
    dos atuais concessionários com relação ao transporte de passageiros.
    A abordagem feita pela Isabel motivou o surgimento de ampla discussão
    acerca da necessidade das associações interessadas na área dos transportes
    se articularem subsidiando políticos simpáticos à causa dos transportes
    fornecendo estudos, dados técnicos e motivando a participação deles em
    eventos de interesse à causa ferroviária.
    A palestra alcançou o objetivo. Cumpre tb agradecer a SEAERJ que vem
    demonstrando interesse na solução dos problemas nacionais.

    Já a segunda palestra realizada no auditório da AENFER (10), proferida
    pelo engenheiro Oswaldo Barbosa, embora exercendo atualmente trabalhos na área da aplicação de tubos PEAD (polietileno da alta densidade), fez questão de fazer um referencial histórico mostrando a importância da técnica ferroviária para o desenvolvimento das tecnologias que serviram de base aos serviços de
    distribuição das redes de telecomunicação e eletricidade e mais recentemente até para o campo das redes de distribuição de água e de drenagem, gerando condições de implantação mais econômicas e custos operacionais bem menores pelo aumento da vida útil e menos despesas coma a manutenção.
    Afora todas essa vantagens há ainda a de natureza ambiental pela eliminação da poluição visual tendo até citado o caso de cidades que estão sendo tombadas pelo Patrimônio Histórico, sob a condição de serem eliminadas as fiações expostas. Foi uma aula de tripla conotação:
    – como referência à importância das ferrovias sob o aspecto do pioneirismo histórico, tendo sido a base das redes de telefonia e eletricidade;
    – como um divulgador da tecnologia PEAD, ainda de desconhecimento geral, até por profissionais que militam nas áreas ( drenagem de trechos ferroviários, rodoviários e distribuição de redes com cabos enterrados):
    – como um profissional que apesar de não militar mais na -área ferroviária fez questão de denotar todo um reconhecimento aos conhecimentos adquiridos quando pela ferrovia passou.

    A AENFER mais uma vez que se encontra no caminho certo…
    valorizar as instituições e pessoas que demonstram conhecer a importância do modal ferroviário e sua tecnologia para o desenvolvimento do nosso Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *