Governo estuda parceria com setor privado para CBTU e Trensurb

O Governo Federal estuda implantar parcerias com o setor privado para operação de linhas ferroviárias em capitais brasileiras, em casos em que as operadoras são deficitárias, ou seja, o valor pago na tarifa pelos passageiros, não cobre o custo de operação.

É o caso da Trensurb, de Porto Alegre, e os sistemas operados pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU, nas cidades de Belo Horizonte, Recife, Maceió, João Pessoa e Natal. As informações são do jornal “O Estado de São Paulo”.

A medida vem em um cenário de constatação de que os gastos do governo com estatais deficitárias subiram 125% desde 2009, agravado pelo problema da restrição orçamentária. Em alguns casos, a estatais não cumprem o papel pela qual foram criadas, como a Empresa de Planejamento e Logística – EPL, que deveria gerir o Trem-bala entre São Paulo e Rio de Janeiro.

O mesmo ocorre com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, no Estado de São Paulo, no que se refere ao deficit e a análise de conceder parte ou a totalidade das linhas. A companhia é gerida pelo governo estadual.

Fonte: Via Trolebus, 24/09/2018

1 Comentário

  1. LUIZ CARLOS BERÇOT disse:

    ORA! SE A EPL CONFORME CITADA NA MATÉRIA NÃO CUMPRE A FUNÇÃO PARA A QUAL FORA CRIADA (GERIR O “TREM BALA” NO TRECHO RIO-SÃO PAULO), ISSO É ASSUNTO QUE SOMENTE OS GOLPISTAS E SEUS SECTÁRIOS DE PLANTÃO (PSDB – DEM – MDB – ETC.) PODEM EXPLICAR, POIS SEMPRE PRIORIZARAM O TRANSPORTE RODOVIÁRIO E BOICOTARAM NO CONGRESSO NACIONAL AS INICIATIVAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA VIA FÉRREA DE ALTA VELOCIDADE NO BRASIL, PAÍS COM DIMENSÕES CONTINENTAIS SEM QUE A GRANDE MASSA DA POPULAÇÃO DISPONHA DE RECURSOS PARA CUSTEAR PASSAGENS AÉREAS. FOI NOTÁVEL O EMPENHO E OS ESFORÇOS DO PARTIDO DOS TRABALHADORES (PT) ENQUANTO ESTEVE NO GOVERNO, NO SENTIDO DE SE IMPLANTAR FERROVIAS PARA “TRENS BALA” E, AINDA MAIS, NÃO SOMENTE NO TRECHO RIO-SÃO PAULO, MAS ESTENDENDO-AS ATÉ BELO HORIZONTE, TRIÂNGULO MINEIRO, ETC. ISSO SEM DEIXAR DE MENCIONAR A POSSIBILIDADE DE LEVÁ-LO ATÉ CURITIBA, NUM SEGUNDO MOMENTO. PORTANTO, EXTERNAR OPINIÃO SEM CONHECIMENTO DE CAUSA É, NO MÍNIMO, LEVIANDADE E DESCOMPROMISSO COM O PAÍS E A POPULAÇÃO TRABALHADORA, EXPOLIADA E OPRIMIDA PELAS “ELITES DO ATRASO” (5% A 10% DA POPULAÇÃO), SEMPRE CONSERVADORAS, RETRÓGRADAS E REACIONÁRIAS, VISANDO SEUS CAPRICHOS, REGALIAS E ENRIQUECIMENTOS ESPÚRIOS, A CUSTAS DO SUOR DAS DIFERENTES CATEGORIAS DE TRABALHODERES E TRABALHADORAS.

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558