Obras da Copa de 2014 ainda estão inacabadas

Faltando 100 dias para a Copa do Mundo na Rússia, as obras previstas para a Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá, ainda estão inacabadas. Milhões já foram gastos, mas praticamente nenhuma obra concluída oficialmente.

No quesito mobilidade urbana, as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) não têm previsão para serem retomadas. Dos 22 km de trilhos previstos no projeto, apenas 6 foram feitos. Os vagões comprados antes que os trilhos ficassem prontos estão parados. Já foram gastos mais de R$ 1 bilhão.

O Centro Oficial de Treinamento do Pari (COT), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, que deveria ser um local para treinos dos jogadores, não foi concluído. Dos R$ 30 milhões previstos, R$ 21 milhões já foram gastos. O gramado está destruído, os refletores foram roubados e os vestiários inutilizáveis.

Um detalhe pode complicar ainda mais a conclusão do COT do Pari: o antigo proprietário entrou na Justiça para reaver o terreno que foi doado para a construção do centro.

Outro COT que está inacabado é o da Universidade Federal de Mato Grosso. Que também nunca foi usado, desde 2014.

A Arena Pantanal, uma das principais obras do pacote apresentado pelo governo do estado, ainda não foi entregue oficialmente e os problemas na infraestrutura são constantes. Cadeiras estão quebradas, há vazamentos e rachaduras.

O jogo que está previsto para a próxima quarta-feira (7) deve ser realizado sem a presença de torcedores. Isso porque os laudos da Vigilância Sanitária estão vencidos e não foram renovados.

A Secretaria Estadual de Esportes e Lazer confirmou que os laudos precisam ser renovados e disse que aguarda vistoria da vigilância para que a situação se regularize.

Fonte: G1, 06/03/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *