Incendio atinge estação de Japeri

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Casarão Japeri, prédio histórico anexo à estação ferroviária de Japeri, na Baixada, na madrugada deste domingo, dia 19. De acordo com a SuperVia, bombeiros dos quartéis de Paracambi e Nova Iguaçu foram acionados pelo centro de controle da concessionária por volta das 3h da madrugada. O fogo foi controlado às 5h e equipes permanecem no local para rescaldo da estrutura. Ainda segundo a empresa, ninguém ficou ferido. As causas do ocorrido serão apuradas.

Por medida de segurança, a SuperVia informou que o sistema de energia precisou ser desligado e a estação encontra-se fechada para embarque e desembarque. Os trens do ramal Japeri circulam apenas entre Central do Brasil e Engenheiro Pedreira. Os demais ramais não foram afetados. Os passageiros estão sendo informados sobre a alteração por meio do sistema de áudio dos trens e estações.

Construído em 1858, o Casarão Japeri abrigava uma instalação operacional da SuperVia. No fim do ano passado, a empresa investiu R$ 2 milhões na restauração da construção, que aconteceu entre novembro de 2018 e outubro de 2019. O escopo da obra incluiu limpeza, descupinização, pintura, recuperação do telhado, reconstrução dos sanitários, renovação dos forros, piso externo e manutenção da fachada em técnica enxaimel. O Iphan acompanhou de perto o avanço das obras. Desde 2010, o prédio faz parte do Patrimônio Ferroviário do instituto.

Nas redes sociais, moradores de Japeri lamentaram o ocorrido.

”Fiquei arrasada! Ficou tão lindo, em Japeri é tudo muito mais difícil e acontece isso!”, lamentou uma internauta.

”Japeri não tem um dia de paz. Quando a gente pensa que o Casarão finalmente vai ser inaugurado, rola incêndio. Resta saber se foi criminoso ou não”, escreveu uma usuária do Twitter.

”Acordei com uma triste notícia: a estação de Japeri, que é reconhecida por sua grande história, teve um incêndio. Ficou tanto tempo sem reforma e não aconteceu nada, mas bastou reformar e veio o incêndio. Coincidência?”, questionou outro internauta.

”Estação de trem de Japeri, com 162 anos de existência, pega fogo. Que lástima.”, lamentou um morador.

História da estação Japeri

De acordo com o Iphan, especula-se que o inglês Edward Price tenha comandado as obras da estação de Japeri, considerada espinha dorsal do sistema ferroviário do Rio, executadas com materiais vindos da Europa. Chamada de Belém em 1858, a estação foi o primeiro trecho da Antiga Estrada de Ferro Dom Pedro II. Ela se conectava à estação Dom Pedro II, atual Central do Brasil, e em 1875 o trecho se expandiu até o estado de Minas Gerais. O trecho era usado, principalmente, para escoar o café do Vale do Paraíba e outros produtos agrícolas voltados para o comércio exterior.

Originalmente, o Casarão Japeri funcionava como uma bilheteria e servia para o deslocamento dos passageiros que embarcavam e desembarcavam dos trens. Após a inauguração de uma nova estação nas proximidades, para contemplar o fluxo intenso de passageiros, o prédio histórico perdeu parte da movimentação que costumava receber.

Depois da restauração, a instalação abrigou a sala de relé, na qual estva localizado o equipamento de controle do Ramal Japeri-Central. Além disso, compartimentos administrativos e um auditório ocupavam o prédio. Ainda segundo o instituto, a SuperVia planejava a alteração do acesso dos passageiros para viabilizar a destinação cultural de alguns espaços do Casarão, como uma sala de exposição.

Fonte: Jornal Extra, 19/07/2020

Comentários fechados.

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558