Investimentos de R$2,8 bi devem chegar à Ferrovia Norte-Sul

Durante reunião com empresários na tarde desta quinta-feira, 21, o Conselho Temático de Infraestrutura da Fieg (Coinfra) apresentou projetos de cargas e planejamentos das obras da Ferrovia Norte Sul para até 2021. Dentre os planos para essa infraestrutura, prevista para transportar suas primeiras cargas no tramo central a partir de julho de 2020, está o investimento de R$2,8 bilhões e o transporte de diferentes tipos de cargas, principalmente grãos, açúcares, fertilizantes, granéis líquidos, minérios e contêineres.

Com prazo de concessão de 30 anos, a Ferrovia Norte Sul irá ligar Goiás aos portos de São Luís e Santos, com projetos futuros de integrações futuras, com o projeto da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO),  com o trecho Mara Rosa/GO – Água Boa/MT, e a Ferrovia de Integração do Oeste-Leste (FIOL) – trecho Figueirópolis/TO-Barreitas/BA.Para o presidente do Coinfra/Fieg, Célio Eustáquio, o setor produtivo prevê uma economia de 40% no custo de produção com o funcionamento da Ferrovia Norte Sul. “O início da operação traz competitividade para o que é produzido em Goiás, além de gerar uma modicidade tarifária que vai estimular a vinda de empresas interessadas em montar sua produção em Goiás”,  afirmou. Ele acredita que a Rumo deve antecipar a operação da Ferrovia.

Estiveram no encontro na Casa da Indústria Júlio Fontana, presidente da Rumo, e Pedro Palma, diretor de Logística da empresa. Também, Marcelo Saraiva, da Brado.

Fonte: https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/investi…

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558