Justiça determina bloqueio de bens de ex-gestores da Refer

Cerca de 36 mil participantes do fundo de previdência da Rede Ferroviária de Seguridade Social (Refer), que reúne diversas empresas do setor, como a Rio Trilhos, podem começar a reaver parte do prejuízo de R$ 2 bilhões que o fundo sofreu após investimentos malsucedidos nos últimos anos. A Justiça determinou o bloqueio de bens de ex-gestores que participaram da aplicação dos recursos dos participantes da Refer em projetos diversos, como na área de energia. 

É o primeiro fundo de pensão no Brasil a conseguir o bloqueio de bens e ativos de ex-administradores. Para especialistas, a decisão pode abrir uma nova fase para que as pessoas possam reaver parte de suas contribuições. Ao todo, a liminar concedida pela Justiça prevê o arresto cautelar das contas bancárias e demais ativos financeiros e imobiliários, bem como a entrega das últimas cinco declarações de imposto de renda deles. 

A atual gestão da Refer vem fazendo um pente-fino nas contas do fundo de forma a reaver parte dos R$ 2 bilhões de perdas que foram calculados até agora pela atual gestão.  

Fonte: O Globo, 16/09/2020

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558