Metrô de Moscou: arte, segurança e escadas rolantes sem-fim

MOSCOU – Não há como fugir do metrô da cidade. A malha cobre praticamente toda a gigantesca cidade e é um dos orgulhos russos na Copa do Mundo – até porque o tráfego é pesado a qualquer hora. Com mais de 80 anos, são duas centenas de estações subterrâneas e terrestres, quase 350 km de linhas, muita segurança, transporta mais de 8 milhões de pessoas diariamente e tem um sem-fim de escadas rolantes – todas muito longas.

Num trajeto em que seja preciso fazer ao menos uma troca de linha, corre-se o risco de perder mais de 5 minutos em escadas rolantes. Sim, 5 minutos!! Pode não ser um tempo muito expressivo dependendo da distância percorrida nos trens, mas ficar parado esperando chegar ao topo, ou abaixo, olhando as pessoas nas escadas a lado, todas com olhar vago ou mexendo no celular, tem um tom de filme de suspense.

Estação de metrô em Moscou, capital da Rússia - 26/06/2018

Estação de metrô em Moscou, capital da Rússia – 26/06/2018 (Silvio Nascimento/VEJA.com)

Na volta do Estádio Lujniki a uma região bem central de Moscou, uma troca de linha exigiu três viagens de escadas rolantes. A primeira levou 1min54s, à saída do estádio. A segunda, de acesso a outra linha, consumiu 1min47s. E a última, para deixar a estação de destino, mais 1min33s – o vídeo mostra em “tempo real” o “percurso” numa escadas do metro (essa gravação tem, apenas 1min15s e poderia receber o aviso de “imagens fortes”).

É muito tempo, acreditem. Pelo menos a sensação é de uma eternidade ali, parado, esperando o chão chegar…

As primeiras impressões do metrô de Moscou, após algumas viagens:

– as plataformas têm arcos decorados e em muitas há pinturas e mosaicos nos arcos e corredores. No início é difícil entender como funciona, ainda mais com tudo escrito em cirílico. Há indicações no chão para acesso a outras linhas e dentro dos vagões as estações também são anunciadas em inglês.

O tempo de espera, em média, é de 1 minuto, em horários regulares

– o preço de um bilhete de viagem é de 55 rublos (cerca de 3,30 reais)

– tem wi-fi gratuito e telas com programação de televisão

– na Copa do Mundo é grátis para torcedores em dias de jogos

– há guardas em duplas e trios em quase todas as plataformas

– sistema de segurança com mais de 500 câmeras que detectam radiação

– raio x e revista de malas e mochilas que aparentem estar muito pesadas

 Fonte: Veja, 27/06/2018 

https://veja.abril.com.br/blog/blog-da-russia/metro-de-moscou-arte-seguranca-e-escadas-rolantes-sem-fim/

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558