Moradores de cidade japonesa dão Adeus a trem a diesel

O correspondente Márcio Gomes mostra como os moradores de uma cidade japonesa deram adeus a um velho amigo.

A pequena estação vive um dia especial. Da quantidade de gente na plataforma aos produtos vendidos na lojinha. A caneta é comemorativa para quem quiser guardar uma recordação do que vai acontecer.

Por 38 anos, o trem levou para lá e para cá os moradores de Utsonomyia, a 130 quilômetros de Tóquio, mas está prestes a fazer sua última viagem. Os passageiros terão que se despedir do velho trem a diesel.

O chefe da estação usa a melhor roupa. “Todos têm uma enorme gratidão, o trem serviu moradores, turistas, mas ficou antigo”, diz Masao Koma.

É fácil entender essa relação dos japoneses com os trens. O país depende do transporte ferroviário. Metade da população pega, pelo menos uma vez por dia, pelo menos um trem, um metrô. É parte da rotina. E eles fazem isso há tanto tempo, que o trem deixou de ser um meio de transporte, tem sentimento envolvido aí.

Sobre trilhos, vai-se ao trabalho, à escola, passear. Corta-se o país, debaixo de neve ou sol, na velocidade do trem-bala ou levando carga.

As histórias se misturam com a própria vida. A senhora Nakatani, de 70 anos, sempre marca numa estação o encontro com os amigos.

Ela diz que “usa os trens desde que era criança e não consegue imaginar o Japão sem eles”.

Até se convive bem com o passado: em Hiroshima, por exemplo, bondes da época da guerra dividem as ruas com modelos mais novos.

Mas o desenvolvimento representa segurança. Trens que poluem menos são mais baratos de manter. É o motivo do adeus em Utsonomya.

Fanáticos por trens vieram registrar a última partida. Já o motivo do senhor Hiroshi, de 66 anos, é o coração mesmo. Ele mora pertinho da estação, e conta que vai sentir muita falta do barulho do trem: “Ele tem um som característico, sabe?”

Na plataforma lotada, o sinal. Mitos gritam “obrigado”. O trem novo vai trazer uma viagem sem imprevistos, mas o japonês não quer esquecer como chegou até aqui.

Fonte: Jornal Nacional, 18/03/2017

Assista ao vídeo http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/03/moradores-de-cidade-japonesa-dao-adeus-um-velho-amigo.html

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - CEP 20210-030 - Centro - Rio de Janeiro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558 - aenfer@aenfer.com.br