Paes convida economista Maína Celidonio para assumir Secretaria de Transportes

O prefeito eleito Eduardo Paes convidou a economista Maína Celidonio de Campos para assumir a Secretaria Municipal de Transportes do Rio, nesta quarta-feira. Maína ficou de responder ao convite até esta quinta. Isso, porque ela havia aceitado há pouco tempo uma oferta para ser professora do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), a partir de janeiro de 2021. Nos últimos anos, Maína tem se especializado em mobilidade urbana. Em 2019, a economista apresentou uma tese de doutorado na PUC-Rio na qual avaliou o impacto de obras de melhoria no setor nos preparativos para a Olimpíada de 2016, entre eles, os corredores de BRT, a Linha 4 do Metrô e o VLT, no Centro.

Segundo o estudo acadêmico de Maína, na época que os modais foram implantados os usuários ganhavam até 45 minutos por dia quando os usavam de forma integrada. No entorno das novas estações, principalmente de BRT e de metrô, o impacto, de acordo com sua avaliação, foi positivo, contribuindo para a abertura de empresas e geração de empregos.

A economista também trabalhou como coordenadora de projetos do Centro Brasileiro de Relações Internacionais da PUC-Rio. Na prefeitura, foi diretora de Desenvolvimento Econômico do Instituto Pereira Passos entre 2012 e 2013, quando Paes era prefeito. Ela também já trabalhou como analista em Avaliação de Impacto para Gerência de Projetos do Itaú Unibanco.

Entre as tarefas do futuro titular da pasta, estará a reorganização do sistema de ônibus da cidade. Linhas convencionais sumiram das ruas e há problemas no BRT, que tem mais de 50 estações fechadas e baixa oferta de veículos. A crise provocada pela pandemia da Covid-19, que causou queda da demanda de passageiros, principalmente no primeiro semestre, reduziu a receita das empresas de ônibus e agravou a crise. No domingo, mesmo dia das eleições, rodoviários da Viação Redentor, por exemplo, chegaram a entrar em greve por algumas horas em protesto contra o atraso no pagamento do 13º. Na segunda-feira, foi a vez de o BRT parar, pelo mesmo motivo. As consequências no trânsito foram grandes. 

Fonte: O Globo, 03/12/2020

Comentários fechados.

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558