Prédios históricos do Rio passam por abandono

A destruição do Museu Nacional ligou o alerta para outros prédios históricos que correm risco. O Bom Dia Rio conversou com especialistas, que listaram pelo menos três imóveis ameaçados.

Um dos fundadores do grupo SOS Patrimônio, Marconi Andrade, que visita, fiscaliza e estuda os imóveis históricos do Rio, chama a atenção para o abandono da antiga sede do Automóvel Club do Brasil, na Rua do Passeio, no Centro. Trata-se de um prédio do século 18, tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio (Inepac) em 1965. Em 2003, foi arrematado pela prefeitura e desde 2004 está abandonado.

O Bom Dia Rio foi aos prédios históricos da cidade do Rio e contatou abandono e falta de manutenção dos imóveis.

Fora dos trilhos

Em situação semelhante está o prédio da Estação Barão de Mauá, também conhecida como Estação da Leopoldina, no Santo Cristo, na Zona Portuária. O abandono é visível na tela de proteção rasgada na fachada, repleta de pichações, e a marquise da entrada escorada por toras de madeira para não desabar.

Barão

“Em agosto estivemos aqui porque recebemos uma denúncia sobre o abandono da estação. A gente encontrou tudo largado, placas de bronze e fechaduras roubadas”, disse Alexandre Almeida, conselheiro do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio (Crea-RJ).

“Tentamos fazer uma vistoria, mas infelizmente a Secretaria Estadual de Transportes não permitiu. E prometeu que poderíamos voltar em dois meses. A denúncia que temos é de que prédio estaria sendo invadido por cracudos, que usam isqueiro, e com muito papel, um incêndio é um risco anunciado”, emendou Alexandre.

Fonte: Globo.com, 04/09/2018

Assista a reportagem

https://globoplay.globo.com/v/6994259/programa

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - CEP 20210-030 - Centro - Rio de Janeiro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558 - aenfer@aenfer.com.br