Seria possível o uso da cremalheira?

Seria possível o uso da cremalheira de Paranapiacaba para trem de passageiros até Santos?

Os trens de passageiros de longo percurso entre Jundiaí e Santos foram extintos em 1996, e pelo menos desde o início da década fala-se na volta do atendimento ferroviário entre a capital paulista.

O governo estadual toca atualmente projetos com trem de médio percurso, o chamado “Trem Intercidades”, e Santos estaria na lista.

Viagem teste

Em junho de 2019, por duas vezes, a composição do expresso turístico desceu a serra. Houve especulações de que o expresso turístico poderia ganhar um novo atendimento até Santos. Mas, o presidente da CPTM, Pedro Moro, descartou a possibilidade, e disse que a viagem foi para testar os trilhos para o trem intercidades.

Uso da cremalheira é viável?

O caminho entre as duas regiões é feito por meio do uso da cremalheira, um sistema presente entre Paranapiacaba e Cubatão. Mas este cenário está bem longe de ocorrer, uma vez que dados da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, dão conta de que o uso da cremalheira pela MRS é de 99%, sendo considerada lotada. Este dado é de 2017.

Túnel de 30 km seria viável?

Em 2013, foi divulgado aqui no Via Trolebus um projeto da CPTM que contemplava uma linha de trem de passageiros partindo da estação Prefeito Celso Daniel – Santo André, e posteriormente a ferrovia seguiria por um túnel de 30 Km sob a Serra do Mar até a cidade de São Vicente e depois chegando a Santos.

A opção, no entanto, é avaliada como inviável por Moro, por conta da complexabilidade da obras. “O ideal ali seria um túnel. Você não consegue nem um bota fora para a quantidade de terra que você precisa tirar para furar. Você não vai conseguir licença ambiental para começar”, contou o presidente da Companhia.

Nova ligação ao lado da cremalheira

No processo de tombamento da Vila de Paranapiacaba já prevê a possibilidade de rebaixamento do leito da via, em função da implantação de novas tecnologias ferroviárias, desde que fundamentais para a reutilização econômica e/ou turística do traçado da linha para o tráfego de cargas ou passageiros.

Há projetos na frente da fila

Em todo caso, existem outras linhas ditas prioritárias, como o eixo entre a capital e Campinas e Americana, onde já existe previsão para lançamento de um edital para firmar uma Parceria Público-Privada – PPP, além da ligação entre São Paulo e o Vale do Paraíba. Uma terceira ligação entre São Paulo e Sorocaba também é discutida.

Leia também: Trem Intercidades entre SP e Santos: linha mais curta, porém complexa

Distâncias aproximadas entre as cidades e a capital:

  • São Paulo – Santos: 65 km
  • São Paulo –  Sorocaba: 100 km
  • São Paulo – Campinas: 90 km
  • São Paulo – São José dos Campos: 90 km

Fonte: https://viatrolebus.com.br/

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558