Setor ferroviário pagará parte do subsídio dado aos caminhoneiros

O setor ferroviário ajudará o governo a pagar parte da conta do acordo com os caminhoneiros. O projeto que reonera a folha de pagamento de 26 setores, já aprovado na Câmara, atinge as empresas ferroviárias, provocando aumento de custos, segundo a ANTF (Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários).

Na visão do presidente da entidade, Fernando Paes, o governo está desequilibrando a matriz de transportes, aumentando as vantagens do rodoviário, em detrimento das ferrovias e das hidrovias.

— Reonerar a folha de ferrovias e hidrovias, ao mesmo tempo em que se exclui o setor rodoviário, pela pressão dos caminhoneiros, vai ajudar a perpetuar o modal rodoviário no país. É ir na direção contrária do que todos querem, que é ter mais ferrovias — afirmou.

O setor ferroviário emprega cerca de 40 mil pessoas, não é intensivo em mão de obra, e o impacto estimado por Paes até o final do ano é de R$ 22 milhões. Por outro lado, eles serão beneficiados pela redução do diesel, que também é o combustível usado para a locomoção dos trens.

— A gente ganha com a redução do diesel, mas todos também ganham. O valor da reoneração parece baixo, porque não somos intensivos em mão de obra, mas o principal é o sinal dado. Estamos aumentando custo de ferrovia para manter a desoneração das rodovias — explicou.

O projeto já foi aprovado na Câmara e seguiu para o Senado, que aprovou ontem o regime de urgência para a votação. Se houver qualquer alteração no texto, terá que voltar para a Câmara, por isso, o setor ferroviário dá como 99,9% de certeza de que irá a votação sem mudanças, já que isso atrasaria a desmobilização da greve.

Fonte: O Globo, 29/05/2018 

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - Centro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558