Torcedores depredam trens e estações da SuperVia

O cenário após o jogo entre Flamengo e Independiente, pela Copa Sul-Americana, realizado no Maracanã na noite de ontem, foi de vandalismo e destruição no sistema da SuperVia. Grupos de torcedores depredaram seis trens dos ramais Santa Cruz, Japeri e Gramacho. Ao todo, 54 janelas e uma luminária foram arrancadas e um visor de TV que foi quebrado. Apenas uma dessas composições foi recuperada a tempo de ser utilizada na operação de hoje. As demais precisaram ir para a oficina para a realização de reparos mais complexos.

A SuperVia também registrou danos em quatro estações dos ramais Gramacho, Deodoro e Japeri. Em Corte 8, placas de acrílico, que isolavam a via férrea, foram quebradas. Em Quintino, uma porta de acesso foi danificada a chutes e, em Anchieta, quatro lixeiras foram arrancadas.

Este ano, a concessionária já registrou pelo menos seis casos de vandalismo envolvendo torcidas de futebol. No dia 4 de maio, outros quatro trens tiveram janelas e assentos arrancados, após o jogo entre Flamengo e Universidad Católica, pela Libertadores da América, também no Maracanã. Em abril, antes de um clássico entre Flamengo e Vasco, um grupo com cerca de 500 torcedores destruiu portas, lixeiras, uma catraca, uma cadeira e um totem da estação Bonsucesso (ramal Saracuruna). Durante o tumulto, a bilheteria foi saqueada, um extintor furtado e dois passageiros tiveram celulares e quantias em dinheiro roubadas.

Em março, torcedores já haviam arrancado nove janelas de um trem, além de quebrar um dos portões da estação Olímpica Engenho de Dentro, depois de uma partida entre Fluminense e Botafogo, no Engenhão. No fim de janeiro, antes de outra disputa entre Vasco e Flamengo, no mesmo estádio, as estações Presidente Juscelino (ramal Japeri) e Quintino (ramal Deodoro) sofreram ataques. Cadeados foram arrombados e uma câmera de segurança chegou a ser retirada do local.

Fonte: SuperVia, 14/12/2017

Deixe um comentário

voltar para página inicial

Av. Presidente Vargas, 1733 - 6° e 7° andar - CEP 20210-030 - Centro - Rio de Janeiro - telefax: (21) 2221-0350 / (21) 2222-1404 / (21) 2509-0558 - aenfer@aenfer.com.br